Notícias do Centro Hospitalar



CHEDV assinala Dia Mundial da Saúde Mental com lançamento de Ciclo Formativo


O Jovem e a Saúde Mental Num Mundo em Mudança é o tema do ciclo de workshops lançado no âmbito do Dia Mundial da Saúde Mental, no CHEDV.
Este ciclo formativo surge da colaboração de diversas valências do Departamento de Saúde Mental do CHEDV (Unidade de Pedopsiquiatria e de Psicologia, nomeadamente a Psicologia infantil, Consulta do Jovem Adulto e programa de 1º Episódio Psicótico) como resposta à necessidade de sensibilizar para as diversas patologias no âmbito da saúde mental que afetam desde a criança ao jovem adulto e, também, da necessidade de lutar contra o estigma, crenças e mitos que existem relativamente as estas patologias.

A Organização Mundial de Saúde estima que 20% das crianças e adolescentes apresentam pelo menos uma perturbação psiquiátrica clinicamente diagnosticada até aos 18 anos. Vários estudos confirmam que diversas patologias psiquiátricas do adulto se iniciam antes dos 18 anos de idade.

No adulto jovem (até aos 24 anos) as taxas de doença mental disparam, com diversas patologias incapacitantes a terem idade preferencial de início nesta fase, como as Perturbações Psicóticas, a Perturbação Bipolar, Perturbações graves do Humor e os Comportamentos Aditivos.

Na sessão de abertura do Ciclo Formativo esteve presente o Presidente do Conselho de Administração do CHEDV, Dr. Miguel Paiva, que realçou o valor do trabalho da equipa do Departamento de Saúde Mental do Centro Hospitalar e da importância da manutenção das boas relações de trabalho com os ACES da região, o que permite uma oferta de cuidados de saúde integrada e de melhor qualidade.
Já a Diretora do Departamento de Saúde Mental, Dra. Sara Mariano, distinguiu na sua intervenção o valor dos profissionais que integram a equipa, particularmente, das valências em foco neste dia e do seu trabalho junto da comunidade.

A Dra. Sílvia Tavares, presente na mesa em representação da Comissão Organizadora do Ciclo Formativo, reforçou alguns aspetos importantes na intervenção nos utentes mais jovens, referindo que “a prevenção e a intervenção em fase precoce da patologia [estão] associadas a um melhor prognóstico, logo é essencial investir em campanhas de sensibilização e informação” à comunidade e aos profissionais de saúde.

O workshop, O fim antes do tempo: Suicídio na Adolescência, ficou a cargo da Dra. Cláudia Barroso, Pedopsiquiatra do CHEDV e da Dra. Ana Luísa Pinto, Psicóloga do Centro Hospitalar. Tendo em conta que o suicídio é a 2º causa de morte entre os 14 anos e os 24 anos, as palestrantes realçaram a  importância da prevenção do suicídio na adolescência, da avaliação especializada e da intervenção multidisciplinar nos comportamentos suicidários. De salientar a adesão dos profissionais da área da educação, que juntamente com os profissionais do CHEDV e de outras instituições de saúde da região encheram o Auditório do Hospital São Sebastião, o que possibilitou uma troca de experiências mais completa, entre os diferentes profissionais envolvidos nas diferentes fases de intervenção destas patologias, o objetivo primordial deste Ciclo Formativo.

FOTOGRAFIA

 

CHEDV assinala Semana Nacional do Aleitamento Materno com inauguração de um Cantinho da Amamentação no Hospital de São Sebastião


O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga associou-se à Semana Nacional de Aleitamento Materno com diversas atividades destinadas a utentes e profissionais.

A apresentação oficial da Comissão de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do CHEDV decorreu durante a Tertúlia que juntou profissionais do Centro Hospitalar e dos ACES da região. O evento proporcionou a partilha de ideias e experiências reforçando uma aliança fundamental para a melhoria dos cuidados de saúde oferecidos na área da Saúde Materna e Neonatal através por exemplo da criação de redes de apoio ao aleitamento materno.

No dia 3 de outubro foi inaugurado o Cantinho de Amamentação, do Serviço de Internamento de Pediatria, do HSS, o primeiro de seis que existirão no Centro Hospitalar.

Na inauguração estiveram presentes a Vogal Executiva do CHEDV, Dra. Rita Moutinho; a Diretora e a Enfermeira Chefe do Serviço de Pediatria, Dra. Fátima Menezes , e Enfª Paula Fontoura respetivamente; a Dra. Susana Tavares também do Serviço de Pediatria; a coordenadora da Comissão de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do CHEDV, Enfª Dulce Brito, restantes elementos e profissionais do Serviço. O Momento festivo foi demonstrativo da dedicação dos profissionais do Centro Hospitalar bem como do apoio do Conselho de Administração a mais uma iniciativa que visa a melhoria constante dos serviços prestados à comunidade.

A Semana  Nacional do Aleitamento Materno foi instituída com o objetivo de informar e sensibilizar as comunidades e profissionais de saúde para a importância do aleitamento materno como alimento ideal para o desenvolvimento físico e psicológico da criança.
São inúmeras as vantagens para a mãe e bebé:
- Promoção do vínculo afetivo entre mãe e bebé;
- Protege o bebé de infeções e alergias (dermatite atópica, asma, etc);
- Reduz a incidência nos bebés de diabetes tipo 1, doença de Crohn, doença celíaca, cárie dentária;
 - Reduz a incidência de depressão pós-parto, o que aumenta o bem-estar físico e psicológico da mãe;
- Permite uma regressão mais rápida do útero ao seu tamanho normal – reduzindo o risco de hemorragia e logo de anemia;
- Diminui a incidência de cancro da mama e ovário; de osteoporose e Diabetes tipo 2;
- Reduz a taxa de morbilidade e mortalidade neonatal.
- É ecológico e gratuito; está sempre pronto a ser utilizado; não é necessário esterilizar.

FOTO

 
Piscina do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação reabre com novo sistema de tratamento de água


A piscina do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação (MFR) do Hospital de S. Sebastião, em Santa Maria da Feira, volta a estar aberta aos utentes, após a conclusão das obras de remodelação que ali tiveram lugar, que representaram um investimento superior a 5 mil euros do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV), e que tiveram em vista a melhoria das condições para a prática de tratamentos dos nossos utentes em meio aquático.

Dado o estado em que se encontrava o sistema de tratamento de água, decorrente da já avançada idade dos equipamentos, mostrou-se necessário proceder a um conjunto de melhorias que passaram por obras na sala técnica, onde ficará alojado o novo equipamento de tratamento de água. Com o novo sistema instalado procedeu-se a obras de melhoramento na parede principal da piscina e remates do rebordo, que vem dotar o espaço com uma maior qualidade.

Para Catarina Aguiar Branco, diretora do Serviço de MFR, "as obras realizadas neste espaço terapêutico, a maior intervenção na área de hidroterapia do Serviço de MFR desde a sua abertura há 19 anos, vão permitir manter a qualidade da prestação destes cuidados de saúde, de reabilitação aquática, diferenciados e especializados, aos nossos utentes".

Os diferentes programas de reabilitação aquática disponibilizados pelo Serviço de MFR, permitem obter no doente melhores ganhos clínicos e funcionais, e de uma forma mais rápida, através da conjugação dos vários tipos de tratamentos em meio terrestre e aquático e as atuações médico-cirúrgicas a que os doentes foram anteriormente submetidos.

Na área de hidroterapia, o Serviço de MFR da Unidade de Santa Maria da Feira realiza programas de reabilitação aquática, em grupo ou individuais, tais como:

- Pré e pós operatórios de Artroplastias do Joelho, Anca e Ombro
- Patologias Reumatológicas 
- Pós operatório de Coluna
- Pós Cirurgia Ligamentar do Joelho
- Pós Cirurgia de reparação de rutura tendinosa do ombro
- Patologia osteoarticular degenerativa – coluna, joelho, anca e ombro
- Patologia Neurológica Pediátrica
- AVC
- Doenças Neurológicas Degenerativas
- Lesões Medulares
- Reabilitação Aquática Cardíaca e Respiratória
 
 

“Normativos? Talvez… não”

O projeto denominado “Normativos? Talvez… não”, desenvolvido no Serviço Educativo Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory e em parceria com o Departamento de Saúde Mental do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga tem como objetivo utilizar a arte como ferramenta para promover a reabilitação de pessoas com experiência de Doença Mental. Utilizando a arte como veículo para a expressão de pensamentos, emoções e vivências, é promovido o restabelecimento de relações sociais entre os indivíduos e a sua comunidade quebrando assim o isolamento social, é gerada a oportunidade de experiências que incrementem o sentimento de auto-eficácia e auto-estima e são reforçadas as competências dos indivíduos e das famílias para lidar com a doença mental.

Desde o dia 25 de Julho e até ao dia 8 de Agosto, está patente a exposição de alguns dos trabalhos realizados no âmbito deste projeto, na Sala do Terraço do Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory. Durante um ano letivo, e partir das exposições patentes no Núcleo de Arte, o grupo de participantes teve a oportunidade de realizar algumas obras, através das propostas de trabalhos individuais, coletivos ou em parceria com as suas famílias. Esta é a segunda edição do projeto “Normativos? Talvez… não” (a primeira realizou-se no ano letivo 2016/2017) e pretende-se, dado o sucesso alcançado junto do grupo de participantes, promover uma terceira edição para o próximo ano letivo.

A inauguração da exposição realizou-se no dia 25 de Julho, contou com a presença dos autores das obras e das suas famílias, que tiveram a oportunidade de apresentar os seus trabalhos e falar um pouco sobre o seu processo criativo. Estiveram ainda presentes técnicos do Departamento de Saúde Mental, elementos do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga e o Presidente e Vereadores da Câmara Municipal de São João da Madeira.

Finalizou-se com um pequeno lanche-convívio, de forma a celebrar mais um produtivo ano de trabalho.

Fotos

 


 

CHEDV assinala Semana Mundial do Aleitamento Materno com campanha de sensibilização

Amamentação – alicerce da vida é o slogan da Semana Mundial do Aleitamento Materno 2018, que decorre entre 1 e 8 de agosto. Esta semana foi instituída com o objetivo de informar e sensibilizar as comunidades e profissionais de saúde para a importância do aleitamento materno. 

A Organização Mundial de Saúde e a UNICEF recomendam a amamentação exclusiva até aos seis meses de vida da criança e a sua manutenção pelo menos até aos 2 anos de idade.

Assim, aumentar as taxas de aleitamento materno e evitar a sua cessação precoce são uma prioridade. O incentivo à amamentação assume-se como um critério de qualidade dos cuidados de saúde da mãe e da criança.

O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga associa-se às comemorações desta semana através de uma campanha de informação destinada a utentes, população geral e profissionais de saúde. Estará assim patente, na Entrada Principal do Hospital São Sebastião, uma pequena exposição de cartazes, desenvolvidos pela Comissão de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno do CHEDV, alusivos aos benefícios da amamentação para a mãe e a criança.



 

Colaboração entre CHEDV e Organização da Viagem Medieval volta a distinguir infantes e infantas nascidos no HSS

À semelhança de outros anos, os bebés nascidos no CHEDV no período em que decorre a Viagem Medieval, vão ser distinguidos com o título de infantes de "Terras de Santa Maria".

Dado o sucesso dos anos anteriores, a iniciativa será replicada durante a 22ª edição da Viagem Medieval, e mais uma vez serão entregues títulos de nobreza aos recém-nascidos.

O acordo original foi assinado em 2016, à época, o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, Dr. Miguel Paiva, referiu ser um privilégio para o Centro Hospitalar estar associado a este evento.

Já o presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, considerou que a iniciativa "Vem reforçar o sentimento de identidade e pertença dos 'santamarianos' em relação à Viagem Medieval e ao nosso território e, simultaneamente, reiterar a excelência do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga”.

A 22ª edição da Viagem Medieval tem como protagonista D. Pedro I, o Justiceiro e decorre entre 1 e 12 de agosto, em Santa Maria da Feira.


 
Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga reforçado com mais 23 médicos especialistas

O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) vai contar com 23 novos médicos de diferentes especialidades, de acordo com o despacho do Ministério da Saúde publicado em Diário da República.

Os clínicos a contratar são das especialidades de Anestesiologia, Cirurgia Geral, Endocrinologia e Nutrição, Gastrenterologia, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Física e de Reabilitação, Medicina Interna, Neurologia, Oftalmologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Patologia Clínica, Pediatria, Pneumologia, Psiquiatria, Psiquiatria da Infância e da Adolescência, Reumatologia e Urologia.

Medicina Interna será a especialidade com mais vagas disponibilizadas, cinco num total de 23.
O Governo abriu ontem concurso para contratar 1.234 médicos que terminaram a especialidade nas áreas hospitalar, de medicina geral e familiar e de saúde pública e os despachos que abrem concurso para os novos médicos foram ontem, publicados em Diário da República.
Para os hospitais vão abrir 839 vagas, para a medicina geral e familiar estão destinadas 378 vagas e há 17 para a área da saúde pública.
 

Serviços de Urgência de Adultos, Pediátrica e VMER do CHEDV condecorados pela Cruz Vermelha Portuguesa

Os Serviços de Urgência de Adultos, Pediátrica e a equipa da VMER do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV) foram condecorados com a Medalha de Agradecimento atribuída pela Cruz Vermelha Portuguesa, sob proposta da Delegação de Sanguedo - Santa Maria da Feira.
 
A cerimónia decorreu este sábado, 23 de junho, no âmbito da comemoração do 20º aniversário da Delegação da Cruz Vermelha de Sanguedo. "O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga e todos os seus profissionais recebem com orgulho e satisfação a honra desta condecoração, agradecendo a generosidade da Cruz Vermelha Portuguesa", afirmou Miguel Paiva, presidente do Conselho de Administração do CHEDV, presente na cerimónia.
 
A Cruz Vermelha Portuguesa, decidiu condecorar com a Medalha de Agradecimento, nomeadamente os Serviços de Urgência de Adultos, Pediatria e a equipa da VMER do CHEDV, "tendo em conta toda a cooperação e profissionalismo no socorro e assistência a doentes e feridos, promovendo, assim, um desenvolvimento humano integral".
 
O reconhecimento da Cruz Vermelha Portuguesa pela qualidade dos serviços prestados pelo CHEDV é o resultado de um trabalho de muitos anos de dedicação ao serviço público na nossa região, sendo justo enaltecer as chefias dos serviços em causa, nomeadamente a Dra. Anabela Canhola, Directora do Serviço de Urgência, a Dra. Fátima Menezes, Directora do Serviço de Pediatria, a Dra. Julieta Vieira, Coordenadora da VMER, o Enf. Fernando Pereira, Enf. Chefe do Serviço de Urgência, a Enf. Paula Fontoura, Enf. Chefe do Serviço de Pediatria e o Enf. Pedro Hugo, Enf. Coordenador da VMER. Esta condecoração deve-se ao seu excelente trabalho, bem como de todos os elementos dos vários grupos profissionais que integram estes serviços.

Fotografia

 

 

Dia Mundial da Criança no CHEDV repleto de iniciativas


O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, em parceria com a Liga dos Amigos do Hospital São Sebastião (LAHSS), o Externato Ribadouro e o Grupo de Voluntários do Serviço de Pediatria, celebrou o Dia Mundial da Criança com inúmeras atividades nos diversos serviços do Hospital São Sebastião.

As crianças do internamento, Serviço de Urgência Pediátrico (SU Pediátrico) e Consulta Externa foram presenteadas com a visita de diversas personagens da Disney, fantoches, malabarismo, música e modelagem de balões.
O Gotinhas, das Termas de S. Jorge, à semelhança de anos anteriores, visitou o Hospital encantou os mais novos com alegria e muita música.

Numa variante mais didática, o Serviço de Nutrição realizou uma ação sobre alimentação saudável e o GCL–PPCIRA, uma atividade sobre a importância da higiene das mãos.

Já no Serviço de Obstetrícia, o dia foi assinalado com a criação de um espaço alusivo ao dia, para que os recém papás pudessem tirar fotografias com os seus rebentos. Foram também entregues lembranças para os bebés.

No serviço de Medicina Física e Reabilitação as salas de tratamento das crianças foram decoradas a preceito.

A sessão de abertura do Dia Mundial da Criança, contou com a presença da Enfermeira Diretora, Enf.ª Sara Pereira, da Vogal Executiva, Dra. Margarida Ornelas, da Diretora do Serviço de Pediatria, Dra. Fátima Menezes, do Presidente da LAHSS, Prof. Manuel António Ferreira, da Coordenadora do Voluntariado da LAHSS, D. Virgínia Cavaco e ainda da responsável das Termas de S. Jorge, Dra. Teresa Vieira, e muitos convidados, voluntários e profissionais do CHEDV. Durante a Sessão, a LAHSS ofereceu ao Serviço de Neonatologia roupinhas e almofadas de amamentação; lembranças para os recém-nascidos e para as crianças do Serviço de Pediatria.

 

No CHEDV, o Dia Mundial da Criança foi ainda mote para diversas iniciativas que visam a melhoria dos cuidados prestados às crianças da região:

- Candidatura conjunta dos Serviços de Pediatria, Neonatologia, Obstetrícia e Comissão de Humanização do CHEDV a “Hospital Amigo dos Bebés”;

- Criação da Comissão de Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno, que visa normalizar a política de aleitamento do Centro Hospitalar através da uniformização da formação dos profissionais. Esta comissão será presidida pela Enf.ª Dulce Brito, representante do CHEDV na Comissão Regional de Saúde da Mulher, Criança e Adolescente;

- Aquisição da Triagem Pediátrica Canadiana que permitirá um melhor atendimento pediátrico, com reavaliação dos doentes a cada 30 minutos e permitirá uma reestruturação do Serviço de Urgência Pediátrico;

- Organização de visitas às Escolas dos Concelhos servidos pelo CHEDV de uma equipa multidisciplinar, envolvendo Serviço de Pediatria, Nutrição e Medicina Física e Reabilitação, com o objetivo de aumentar a literacia em Saúde das crianças;

- Candidatura a Hospital Sem Dor Pediátrico;

- E, finalmente, no âmbito do programa SNS + proximidade, assinatura de um Protocolo entre o CHEDV e a Federação de Associações de Pais e Encarregados de Educação do Concelho de Santa Maria da Feira que tem por objetivo a melhoria dos circuitos de atendimento das crianças na região.

Ver fotos

 

CHEDV inaugura Consulta de Estomaterapia

Foi inaugurada no dia 10 de Maio, no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga, a Consulta de Enfermagem de Estomaterapia de Eliminação Intestinal.

A principal finalidade desta consulta é a recuperação e reabilitação do doente ostomizado o mais precocemente possível, proporcionando-lhe apoio e acompanhamento desde o pré-operatório até à sua autonomia, ajudando-o na obtenção da melhor qualidade de vida possível.

Esta é uma consulta de enfermagem, efetuada por profissionais com formação específica em cuidados de estomaterapia que procuram informar, esclarecer e ensinar práticas ao doente e seus cuidadores e/ou familiares, promovendo uma melhor adaptação à condição.
Atualmente encontra-se em desenvolvimento a respetiva articulação com o ACES Feira/Arouca, prevendo-se a sua extensão com o ACES Aveiro Norte.

As consultas realizam-se às Terças e Quintas-feiras entre as 14h e as 18h, no HSS (Piso 1 – Gabinete 105). São responsáveis por esta consulta as Enfermeiras Ana Pedro e Sara Costa.

Na oficialização de abertura estiveram presentes o presidente do Conselho de Administração do CHEDV, Dr. Miguel Paiva, a diretora clínica, Dra. Elsa Soares, a enfermeira diretora, Enfª Sara Pereira e a vogal executiva, Dra. Margarida Ornelas.

A todos desejamos muito sucesso e os parabéns pela iniciativa.

Fotografias

 

Colaboração entre CHEDV e ACES Feira/Arouca ultrapassa as 2 mil espirometrias em menos de um ano

O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) e o Agrupamento de Centros de Saúde de Entre o Douro e Vouga I (ACES Feira/Arouca) assinaram, em 22 de maio de 2017, um protocolo para realização de exames, neste caso espirometria, nos Cuidados de Saúde Primários. Esta parceria tem-se revelado um grande sucesso, tendo já sido realizadas 2005 espirometrias nos Centros de Saúde do ACES Feira/Arouca, sem a deslocação do Utente ao Hospital de São Sebastião.

Este exame complementar de diagnóstico, realizado por uma Técnica de Cardiopneumologia que se desloca às unidades de saúde do ACES, mede o débito de ar com um espirómetro e tem como objetivo o diagnóstico precoce e a monitorização da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), e da Asma. A análise do exame, que permite caracterizar e avaliar a gravidade da doença, é efetuada pelos Pneumologistas no CHEDV, que também produzem o relatório, sendo posteriormente enviado para o Médico de Família do Utente.

O ACES Feira/Arouca com o apoio do Serviço de Pneumologia do CHEDV, realizou em 2017 diversas ações de formação de espirometria, destinadas aos médicos do ACES, o que permitiu disponibilizar esta nova oferta de exames nos Cuidados de Saúde Primários, uma ferramenta essencial para os profissionais de saúde na avaliação clínica.

Esta iniciativa reforça a aposta na prevenção e no aumento do diagnóstico precoce da DPOC, acesso à prestação de cuidados de saúde de proximidade e a um tratamento adequado e articulado entre os cuidados de saúde primários e cuidados de saúde hospitalares. O aumento da capacidade para diagnosticar a DPOC permitirá ganhos significativos em saúde, decorrentes da possibilidade de diagnosticar e tratar os doentes numa fase mais precoce da doença, com melhores resultados e menos custos.

Desta colaboração entre o CHEDV e o ACES resulta uma melhor articulação, redução de consultas, diminuição das necessidades de internamento hospitalar, menor absentismo laboral, maior proximidade e maior qualidade de vida do doente.

Em Portugal, o peso da mortalidade por doenças respiratórias tem vindo progressivamente a aumentar e constitui a terceira principal causa de morte a seguir às doenças cardiovasculares e ao cancro, tendo em 2015 representado mais de 12% do total de causas de morte. Além da mortalidade, está previsto que as doenças respiratórias crónicas atinjam cerca de 40% da população portuguesa, calculando-se uma prevalência de 10% para a asma, de 25% para a rinite e 14,2% para a DPOC em pessoas com mais de 40 anos.

O exame de espirometria é indolor e não invasivo, utilizado em casos em que é necessário verificar se o utente sofre de Doença Respiratória.

Os utentes que realizam exames de espirometria ao abrigo deste Protocolo entre o CHEDV e o ACES Feira/Arouca são abrangidos pela dispensa de pagamento de taxas moderadoras.

 
Nova sala de Raio X no Hospital de Oliveira de Azeméis será uma realidade
 
O Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV), no qual está integrado o Hospital de S. Miguel, em Oliveira de Azeméis, vai investir na construção de uma nova sala de Raio X naquela unidade hospitalar, substituindo assim a atual sala e todo o seu equipamento.

Esta mudança resulta da necessidade de se operar a transferência da localização da atual sala, que é de difícil acesso quer para os utentes do Serviço de Urgência, quer para os do internamento. Para além disso, o equipamento que atualmente está em uso tem já mais de 20 anos de vida, estando tecnologicamente obsoleto.

O investimento, lançado neste mês de abril, incluirá uma obra para a instalação da nova sala num espaço contíguo ao Serviço de Urgência e à Consulta Externa, bem como a instalação de um novo equipamento de Raio X. Este irá substituir a antiga tecnologia convencional analógica por um equipamento com tecnologia de aquisição e processamento de imagem digital direto através de detetor fixo e de Wi-fi.

Com este investimento, o CHEDV para além de melhorar as condições de trabalho do Serviço de Imagiologia, em Oliveira de Azeméis, irá aumentar a produção de meios complementares de diagnóstico nesta área.

Atualmente, apenas são realizados exames de radiologia para apoio ao Serviço de Urgência. Após esta obra, que se espera que fique concluída no prazo de 4 meses, irão ser também realizados exames aos doentes seguidos em Consulta Externa, ficando ainda em aberto a possibilidade de serem realizados exames para os utentes dos Centros de Saúde.

Este investimento surge num ano em que a atividade realizada no Hospital de S. Miguel tem registado uma tendência de incremento, conforme se constata pela execução dos primeiros 3 meses do presente ano. O crescimento foi generalizado em todas as linhas de atividade, nomeadamente número de dias de Internamento, Consultas Externas, sessões de Hospital de Dia e Serviço de Urgência.

O crescimento mais significativo registou-se na atividade de Hospital de Dia, em que houve um aumento de sessões realizadas de 97%, graças ao início da atividade do Serviço de Oncologia nesta unidade.

Também o Serviço de Urgência Básico registou, no primeiro trimestre de 2018, um crescimento de 17,4% face ao trimestre homólogo de 2017, sendo de assinalar a taxa de cumprimento dos tempos de espera de acordo com a triagem de Manchester, que praticamente atingiu os 80%.

 
CHEDV participa em simulacro de acidente com camião cisterna militar em Santa Maria da Feira

Inserido na “Semana das Matérias Perigosas”, realizou-se no dia 21 de abril de 2018, um Exercício de Simulacro de Catástrofe de Origem Externa, com várias vítimas, em consequência de um derramamento de matéria perigosa de um camião cisterna militar.
Esta ação teve a preparação e intervenção conjunta da Câmara Municipal da Feira, Aeródromo de Manobra nº1 de Maceda, CHEDV - Hospital de São Sebastião (HSS), Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro, das diversas corporações de bombeiros da região, INEM, PSP e GNR, e contou com a colaboração de voluntários dos Escuteiros de São Miguel de Souto.

Este tipo de simulacros, reveste-se de grande importância, pois permite testar a capacidade de resposta do CHEDV perante situações de catástrofe e múltiplas vítimas, de forma a detetar falhas e melhorar em situações futuras e reais. Implica planificação prévia, desde o reconhecimento de uma situação de Catástrofe, admissão das vítimas, reestruturação de recursos, atuação dos profissionais, vias de comunicação e encaminhamentos.

No CHEDV o exercício teve início pelas 10: 40 H, após ativação pelo CODU. As vítimas, a maioria simulando grande gravidade, foram transportadas de ambulância para a urgência do HSS o que testou a operacionalidade das vias de acesso e organização do espaço exterior do CHEDV. Foi feita também a abordagem por via aérea, com a participação de um helicóptero da Força Aérea que aterrou no heliporto.

Verificou-se um grande empenho e entusiasmo de todos os intervenientes, mantendo-se serenidade e organização durante todos os circuitos internos que envolveram os diferentes serviços. Além do Serviço de Emergência, participaram no Exercício de Simulacro: Bloco Operatório, SMIP, Serviço de Medicina Interna, Patologia Clínica, Pediatria, Obstetrícia, Radiologia e Relações Públicas.
Às 12:30H deu-se por terminado o Exercício de Catástrofe.

Durante este período, os utentes admitidos no Serviço de Emergência foram atendidos de forma célere, não sendo prejudicados pelo Exercício de Simulacro.

Fotografias

 
Aumento no número de elogios de utentes no CHEDV bate recorde no ano de 2017
 
Os hospitais públicos do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) receberam, durante o ano de 2017, um total de 190 elogios, o que corresponde a um aumento de 18% face ao ano anterior, valor mais elevado de entrada de elogios registados desde 2004, altura em que se deu início ao registo deste tipo de exposições dos utentes no CHEDV.
 
Por outro lado, as reclamações aos serviços de saúde do CHEDV caíram 9,9% em relação a 2016. Entre as principais exposições dos utentes estão as reclamações relacionadas com o atendimento, que têm vindo a diminuir, registando-se em 2017 e face ao ano anterior, menos 63% de reclamações relativas ao atendimento no Hospital de São João da Madeira e menos 39% de reclamações sobre o atendimento no Serviço de Urgência de Oliveira de Azeméis. Também no Serviço de Urgência do Hospital de S. Sebastião, em Santa Maria da Feira se registou uma diminuição de 27% no número de reclamações relativas ao atendimento.
 
Para Miguel Paiva, presidente do Conselho de Administração do CHEDV, "estes resultados positivos são mérito exclusivo dos nossos profissionais, que se têm empenhado em disponibilizar um atendimento cada vez mais eficaz e humanizado”. O dirigente do CHEDV refere ainda que “temos desenvolvido um conjunto de projetos de melhoria do funcionamento dos serviços, os quais têm produzido resultados muito positivos. Esta tendência, constante desde 2015, de redução das reclamações e aumento dos elogios em simultâneo mostra que o trabalho e a dedicação dos profissionais vale a pena e é apreciada pelos utentes, o que nos deixa satisfeitos por um lado, mas mais responsabilizados por outro, pois ainda temos muita margem para melhorar”, concluiu Miguel Paiva.
 

Obrigado.

 
Obrigado. O teu obrigado anima-me, o meu cura-te” é o mote para o cartaz de agradecimento a todos os utentes e profissionais do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV), que foi distribuído nas três unidades hospitalares e que realça o crescimento sustentado dos elogios recebidos no CHEDV, numa altura em que o Conselho de Administração assinala três anos do seu mandato. 
 
Desde 2015 que o CHEDV tem aumentado o número de elogios e louvores, quando contabilizados globalmente. No ano 2015 a instituição recebeu 140 elogios/louvores, número que aumentou 15% em 2016 (161 elogios/louvores). No ano 2017 o aumento dos elogios/louvores foi ainda maior, crescendo 18% para atingir 190. Quando analisadas individualmente as unidades do CHEDV, é o Hospital de São Sebastião em Santa Maria da Feira, que recebe o maior número de exposições positivas, tendo em 2017 recebido 170 elogios/louvores, um aumento de 27% face ao ano anterior.
 
O Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira, ocupa mesmo o primeiro lugar da lista de hospitais públicos do Serviço Nacional de Saúde, com maior número de elogios entrados na Entidade Reguladora de Saúde (ERS) no primeiro semestre de 2017, segundo um relatório oficial daquela entidade. 
 
Para Miguel Paiva, presidente do Conselho de Administração do CHEDV: “ é muito gratificante verificarmos que ao longo destes três anos do nosso mandato à frente do Centro Hospitalar, os nossos utentes reconhecem e manifestam crescentemente a sua satisfação pelo trabalho diário dos nossos profissionais. O esforço e a dedicação das várias equipas, tantas vezes em condições difíceis, ganha todo o sentido com este reconhecimento e faz com que nos sintamos cada vez mais motivados para continuar a lutar pelo melhor atendimento aos nossos Utentes. Este crescimento do número de elogios, aliado à redução de cerca de 10% nas reclamações, mostra que estamos a conseguir aumentar a confiança da comunidade, assim cumprindo o nobre papel do SNS nesta região”. 
 
+Info: Cartaz 
 

Serviço de Urgência do Hospital de São Sebastião passa a integrar colaboração do Voluntariado

 
O Serviço de Urgência (SU) do Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira passou a contar com a presença do grupo de Voluntários da Liga dos Amigos do Hospital de São Sebastião (LAHSS) a partir de hoje, dia 1 de fevereiro, entre as 10h00 e as 20h00, todos os dias, inserido num gesto de cidadania e serviço à comunidade em situação de doença.
Anabela Canhola, diretora do SU do Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV), refere: "o trabalho dos Voluntários no SU complementará o trabalho dos diversos grupos profissionais, sem intenção de substituir os profissionais de saúde. Estamos muito agradecidos à LAHSS e aos Voluntários pelo apoio e disponibilidade de tempo. Tenho a certeza que os nossos Utentes apreciarão este gesto".

A atividade dos Voluntários no SU do Hospital de São Sebastião passará por: estabelecer relação de ajuda com os Utentes e os seus Familiares nos locais de tratamento e nas diferentes salas de espera, encaminhar os Utentes para diferentes áreas do SU e para a realização de exames ou ajuda nas deslocações ao WC, por exemplo.
Virgínia Cavaco, a coordenadora do Voluntariado da Liga dos Amigos do Hospital de São Sebastião, afirma "hoje alargamos a nossa atividade ao SU do Hospital de São Sebastião; a humanização dos serviços é um desafio para todos e esta é feita de presença. Desejamos ser um complemento de mais humanidade ao precioso trabalho técnico e humano dos diversos grupos profissionais do SU. O processo de humanização faz-se com pequenos passos que manifestam a grandeza da dignidade humana e este é mais um: uma presença mais humana junto dos Utentes e Colaboradores das diversas equipas do SU”.

A Liga dos Amigos do Hospital de São Sebastião foi fundada em 1998 e tem a sua sede no Hospital de São Sebastião. Tem como principais objetivos fomentar a colaboração da comunidade na qualidade e bem-estar do doente e mais necessitados, prestar apoio aos Utentes do CHEDV e colaborar incondicionalmente com o Voluntariado no sentido de que o acolhimento, encaminhamento e acompanhamento humano dos doentes e seus familiares seja cada vez melhor. 

 

 alt

Neste Inverno se ficar doente não corra para as urgências, ligue primeiro: 808 24 24 24.

Do outro lado desta linha de atendimento estão profissionais de saúde qualificados que fazem a triagem do meu estado de saúde, informando e aconselhando sobre os cuidados mais adequados e encaminhando-me para os serviços de saúde sempre que necessário.


É natural que o estado de saúde gere preocupação, mas a maior parte das vezes não é necessário ir ao hospital. As urgências hospitalares são locais de grande afluência e concentração de pessoas, o que aumenta as probabilidades de contágio de pessoas não doentes e, mesmo, de agravamento de situações menos urgentes.

+info 

  
 

Direção-Geral da Saúde reconhece Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga como Centro de referência no Tratamento Cirúrgico de Obesidade

A Direção-Geral da Saúde (DGS) volta a reconhecer ao Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) o estatuto de Centro de Tratamento Cirúrgico de Obesidade (CTO). O grupo de Tratamento Cirúrgico Multidisciplinar de Obesidade do CHEDV, foi constituído em 2009 sendo reconhecido pela DGS como um dos centros a nível nacional que cumprem os requisitos para Centro de Tratamento Cirúrgico de Obesidade.

Os CTO têm de cumprir diversos requisitos técnicos, nomeadamente estar dotados de equipamentos que permitam tratar doentes com peso até 200Kg, ter acesso a Unidade de Cuidados Intensivos, garantir o acesso a consulta multidisciplinar de tratamento de obesidade, ter colaboração permanente de uma equipa multidisciplinar (num mínimo de seis especialidades), dispor obrigatoriamente de pelo menos um cirurgião de prevenção, 24 horas por dia, entre outros requisitos técnicos.

Dirigido pelo Dr. Mário Nora, que é também Vice-Presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia de Obesidade e Doenças Metabólicas, o CTO do CHEDV tem-se distinguido a nível nacional e internacional, não só pelo número de doentes tratados – 2350 doentes submetidos a cirurgia bariátrica até ao primeiro semestre de 2017 e 8950 consultas realizadas até final de 2016 – mas também pela sua intensa atividade de investigação clínica e formação pré e pós-graduada.

O reconhecimento nacional do CTO do CHEDV, permitiu em 2017 a distinção com o PRÉMIO NACIONAL DE DIABETOLOGIA 2017 atribuído pela Sociedade Portuguesa de Diabetologia.

Fotografia

 

CHEDV recebe 83 novos médicos internos

Teve lugar na passada terça-feira, dia 02 de janeiro, no Auditório do Hospital de S. Sebastião em Santa Maria da Feira, a sessão de acolhimento e boas vindas aos novos médicos internos que iniciam a sua formação no Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV).
Dos 83 novos médicos, 63 são do ano comum e 20 são internos de especialidade (formação específica), divididos por Anestesiologia, Cirurgia, Ginecologia/Obstetrícia, Medicina Física e Reabilitação, Medicina Intensiva, Medicina Interna, Neurologia, Oftalmologia, Otorrino, Oncologia, Ortopedia, Patologia Clínica e Pediatria.

Os 63 médicos internos de ano comum permanecerão em formação pelo período de 1 ano, distribuídos pelos Cuidados de Saúde Primários e nas especialidades Pediatria, Medicina Interna, Cirurgia Geral e uma valência opcional.

Dos 63 novos médicos internos de ano comum, perto de 80% seleccionaram o CHEDV como primeira ou segunda opção de entre todos os hospitais portugueses, o que demonstra bem a confiança que os jovens médicos sentem pela qualidade formativa oferecida pela instituição.

Para Miguel Paiva, presidente do Conselho de Administração do CHEDV "uma das mais importantes missões da instituição, para além de prestar cuidados de saúde, é ter um papel importante na formação de novos médicos”. O presidente do CHEDV lembra a tradição formativa do Hospital de S Sebastião realçando a qualidade da equipa médica, com muitos doutorados em várias especialidades, o que, segundo considera, “torna o CHEDV num dos hospitais mais procurados pelos jovens médicos”.

Fotografia

 

É Natal na Pediatria!

Na tarde de 18 de dezembro, no âmbito das comemorações natalícias, o Serviço de Pediatria/Neonatologia recebeu o Grupo Kazoo´s - Soldadinhos de Chumbo, uma vez mais, fazendo-se acompanhar pelo Pai Natal.

Com a colaboração do Serviço de Higiene e Limpeza foi recriada a casa do Pai Natal e as(os) meninas(os) que tinham condições efetuaram a visita ao Pai Natal, sendo agraciadas(os) com presentes. Esta visita, teve o acompanhamento musical do Grupo Kazoo’s. As crianças que por motivos clínicos ficaram privadas da deslocação, foram visitadas nas suas enfermarias, pelo Pai Natal.

O momento foi de música e alegria para as crianças internadas que receberam prendas oferecidas pela empresa Yazaki Saltano, em articulação com o Núcleo Hospitalar de Apoio à Criança e Jovem em Risco (NHACJR).

Um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de Paz, Saúde e Alegrias, são os votos do Serviço de Pediatria/Neonatologia.

Fotografias

 


Página 1 de 3